Com um homem a menos, Ceará luta, vira na raça, mas cede empate no fim
Campeonato Cearense

Com um homem a menos, Ceará luta, vira na raça, mas cede empate no fim

O jogo na Arena Castelão não acabou com boas lembranças para os cearesnses

(Foto: Christian Alekson / cearasc.com

A grande Final do Campeonato Cearense 2015 aconteceu neste domingo, 03/05, quando o Ceará x Fortaleza foram à Arena Castelão para o jogo de volta da decisão. Depois de perder no jogo de ida, o Vovô precisava da vitória e lutou até o último minuto. O duelo desta tarde teve grandes momentos, mas o gol sofrido aos 47 minutos da etapa final tirou o título do Alvinegro, que poderia conquistar o Pentacampeonato.

O jogo começou com o Vozão tentando levar perigo em cobrança de falta de Ricardinho. O Fortaleza respondeu em seguida, quando Corrêa cobrou falta e Luís Carlos espalmou. No rebote, Lúcio Maranhão tentou a finalização, mas foi travado pelo camisa 1 do Mais Querido. Aos 11 minutos, Fernandinho arriscou de fora da área, mas mandou para fora.

Precisando da vitória, o Ceará pressionava pelos lados do campo. Aos 14 minutos, Marinho foi à linha de fundo e cruzou rasteiro, porém, a zaga tricolor conseguiu cortar. Três minutos depois, Ricardinho deu o corte no marcador e cruzou para a área. Magno Alves apareceu bem para finalizar, mas foi travado por Deola. Aos 22 minutos, Marinho deixou dois marcadores para trás e chutou rasteiro, mas mandou para fora.

O técnico Silas foi obrigado a mexer no time ainda no primeiro tempo, quando Fernandinho sentiu dores musculares e saiu para a entrada de Tiago Cametá. As redes do Castelão balançaram aos 31 minutos, quando Daniel Sobralense recebeu na área e chutou rasteiro, acertando o canto direito de Luís Carlos: 1 x 0 para o rival.

Precisando vencer, o Alvinegro pressionou muito. Enquanto isso, o Fortaleza ficou totalmente recuado e dificultou o trabalho dos alvinegros. Aos 40 minutos, Marinho conseguiu fazer linda jogada individual e arriscou o chute, no entanto, a bola saiu rente à trave esquerda de Deola, que viu o seu time ir para o vestiário em vantagem.

A etapa final reservava grande emoções e começou com o Vozão pressionando. William, Ricardinho e Magno Alves criaram ótimas chances de gol, mas não aproveitaram. Aos 14 minutos, Marinho cruzou para William, que tentou o arremate, mas não alcançou. A resposta do Fortaleza veio com Daniel Sobralense, que invadiu a área, mas mandou para fora.

Aos 18 minutos, Uillian Correia foi expulso de campo, deixando o Vovô com um homem a menos. Para dar mais mobilidade ao time, Assisinho entrou na vaga de William e, em seguida, Robinho entrou no lugar de João Marcos. Aos 37 minutos, Ricardinho fez ótima jogada individual e arriscou de longe. O meia contou com falha de Deola e empatou o Clássico-Rei, colocando fogo na partida.

Após a igualdade, os alvinegros foram para o ataque, buscando o empate. Aos 39 minutos, Marinho arriscou de fora da área e Deola salvou o Fortaleza. Mas aos 45 minutos, Marinho cruzou na medida para Assisinho, que cabeceou colocado e colocou o Vozão em vantagem: 2 x 1. Este resultado daria o título ao Vozão, porém, o duelo ainda não havia acabado.

Após a bola voltar a rolar, o Fortaleza se lançou ao ataque e conseguiu o empate aos 47 minutos, quando Cassiano recebeu na área e mandou para o fundo do gol. O Ceará ainda tentou o terceiro, mas não havia tempo para mais nada, com isso, o Alvinegro ficou apenas com o vice-campeonato, afinal, o jogo de ida terminou em 2 x 1 para o Fortaleza. Depois do apito final, o torcedor rival invadiu o campo para provocar a torcida alvinegra, causando confronto e muita confusão, o que acabou com qualquer comemoração do rival.

Agora, o Ceará volta seus pensamentos para o jogo diante do Paraná, em partida que vai marcar a estreia do time no Campeonato Brasileiro Série B 2015. O duelo contra os paranaenses acontecerá na próxima sexta-feira, 08/05, fora de casa.

Saiba mais sobre o jogo entre Ceará 2 x 2 Fortaleza: http://vozao.net/1O6cP7v.

Participe das nossas promoções, clique AQUI e faça seu cadastro.


Relacionadas

Últimas